Depois de mais de quatro meses de silêncio, o ronco dos motores voltou a ecoar no Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna. Neste fim de semana foi realizada a primeira etapa da Stock Car em 2020, com duas provas disputadas no domingo (26), vencidas por Ricardo Zonta e Rubens Barrichello, respectivamente.


O evento foi realizado pela primeira vez sem público, em virtude da pandemia da Covid-19, em conjunto de organização, da categoria e do Governo de Goiás, com protocolos rígidos de segurança sanitária que foram estabelecidos e cumpridos pelos pilotos, equipes e todos demais envolvidos.
“Foi uma etapa bonita e bem disputada, mas o mais importante é que não houve nenhum incidente e o protocolo estabelecido foi cumprido à risca”, destacou o secretário de esporte e lazer, Rafael Rahif.


A primeira etapa da Stock Car em Goiânia estava prevista para 29 de março, mas teve que ser desmarcada cerca de 10 dias antes, por conta da chegada da pandemia ao Brasil.


Corridas

As duas provas da primeira etapa de 2020 foram mais curtas em relação ao ano passado, com 30 minutos de duração, mais uma volta, cada uma. Na primeira disputa Ricardo Zonta fez uma prova de ponta a ponta, largando na pole positivo e chegando na primeira posição. Allan Khodair e Ricardo Maurício completaram o pódio.


Na segunda prova, com o grid invertido dos 10 primeiros colocados, o experiente Rubens Barrichello largou na segunda fila, mas conseguiu boas ultrapassagens e cruzou em primeiro na linha de chegada, seguido por Nelsinho Piquet e Bruno Baptista.


“O Governo de Goiás acreditou na Stock Car, permitindo que a gente viesse correr, com toda segurança e rigidez. Por mim a Stock Car vem aqui [Goiânia] todo ano, porque eu adoro esse autódromo”, exclamou Rubens Barrichello, que venceu pela quinta vez em solo goiano.