A nova versão do aplicativo “Goiânia contra o Aedes” vai agilizar tanto o envio das denúncias quanto a vistoria por parte dos agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) .

Com a atualização do app, foram reduzidos os campos obrigatórios para preenchimento. A partir de agora, quem quiser fazer uma denúncia não precisará se identificar ou colocar CPF. Basta clicar no mapa de localização se tiver no local do foco ou colocar o endereço se tiver em outro local. Depois é preciso escolher entre as opções do tipo de denúncia. Fotos e vídeos, já existentes na versão anterior, foram mantidos e podem ser enviados com muita facilidade.

Além disso, um responsável fará o levantamento diário das denúncias e encaminhará para as equipes de endemias. As visitas também serão mais rápidas porque os distritos sanitários terão acesso direto às demandas que chegam ao aplicativo, o que agiliza as visitas aos locais apontados pelo cidadão.

O aplicativo apresenta pelo menos 10 tipos de denúncias sobre lotes, pneus, caixa d’agua, piscina, notificações de casos, imóveis abandonados e a opção “outros” com espaço para descrever detalhes da situação.

“As denúncias são prioridade para nós, pois a chance de encontrarmos um foco do mosquito através da indicação de um morador é muito maior do que as visitas aleatórias nas residências, então, a partir do momento que recebemos, já iremos encaminhar para a fiscalização dos agentes de endemias”, garantiu a Superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Flúvia Amorim.

O Ministério Público vai acompanhar o encaminhamento das denúncias. “Anteriormente não houve uma adesão satisfatória do cidadão devido à obrigatoriedade de se identificar com CPF ou email, agora nós estamos aqui para alertar e pedir o apoio de todos, para que façam a adesão e baixem o aplicativo para fazer as denúncias. Com muito trabalho é que vamos evitar que aconteça uma epidemia de dengue na capital”.

O app Goiânia contra o Aedes está disponível para os sistemas Android e IOS. O aplicativo foi proposto pelo Ministério Público e desenvolvido pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria de Desenvolvimento e Tecnologia (Sedetec).

É importante lembrar que, além do aplicativo, a população pode denunciar casos de dengue pelo telefone do Centro de Zoonoses: 3524 3131.

De acordo com o último informe técnico divulgado pela SMS, foram registrados em 2019, até agora, 32.242 casos, com 12 mortes. Ainda há sete óbitos em investigação.