A Polícia Civil (PC) prendeu, na segunda-feira (17), uma empresária e o marido suspeitos de aplicar golpes de R$ 40 milhões em um esquema de pirâmide financeira em Jacareí (SP). O casal era considerado foragido da Justiça desde julho deste ano. A prisão de Tatiane Soares Ramos e Rafael Cunha Ramos aconteceu na capital goiana, em um apartamento no Setor Cândida de Morais.

A investigação que levou à localização dos investigados foi conduzida pela Gerência de Operações de Inteligência (GOI) da Polícia Civil de Goiás e os mandados cumpridos por policiais da Delegacia de Capturas (Decap). Eles, que provavelmente chegaram a Goiânia em julho passado, não resistiram à prisão.

O suposto golpe aplicado pela empresária por meio de um grupo de investimentos prometia alta lucratividade em negócios do ramo têxtil. Mais de 100 vítimas prestaram queixa na delegacia de Jacareí desde o início de julho. No esquema, as vítimas assinavam um contrato de ‘parceria comercial’. Pelo acordo, eles investiriam o valor na empresa de roupas que a suposta investidora mantinha. Os lucros oferecidos variavam entre 30% e 80% sobre o valor investido.