A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em conjunto com forças estaduais de segurança pública e integrantes da Força Nacional, integra o projeto “Em Frente, Brasil”, capitaneado pelo Governo Federal e parte do programa nacional de enfrentamento à criminalidade violenta, preparado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. O projeto-piloto consiste na articulação entre a União, os Estados e os Municípios para a redução da criminalidade violenta, por meio de um conjunto de ações de prevenção socioeconômica e repressão qualificada, planejadas em uma governança e gestão integrada.

A PRF é estratégica para possibilitar maior amplitude de ação ao programa, uma vez que policiais rodoviários federais atuarão em Goiás realizando o cerco de divisas. A Polícia rodoviária federal planejará suas ações para inibir a entrada de armas e drogas no estado, fazendo o mapeamento e a fiscalização dos corredores de entrada desses ilícitos. Considerando que Goiás está na região central do país e é corredor de passagem no trajeto de ilícitos provenientes da fronteira do país e de outros estados, o projeto em Goiânia será expandido para além dos bairros detectados pela mancha criminal.

Nos primeiros 40 dias de operação no estado de Goiás, resultados importantes demonstram o impacto do enfrentamento à criminalidade nas rodovias federais que cortam o estado. Segue abaixo comparativo do período de 01/09 a 10/10 nos anos de 2018 e 2019 nas Brs do estado:

2018:

Acidentes – 238
Feridos – 240
Mortos – 27
Autuações por embriaguez – 155
Pessoas detidas – 128
Armas apreendidas – 01
Veículos recuperados – 04
Drogas apreendidas – 01 tonelada
Mandados de prisão – 03

2019:

Acidentes – 249

Feridos – 286
Mortos – 16
Autuações por embriaguez – 401
Pessoas detidas – 152
Armas apreendidas – 05
Veículos recuperados – 32
Drogas apreendidas – 15 toneladas
Mandados de prisão – 13